sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Sofrendo e aprendendo

Sempre achei que o sofrimento, mais que a bebida, mais que as drogas, fosse a inspiração pura.
Até o dia em que eu sofri demais e não consegui escrever uma linha sequer.
As coisas foram ficando um hiato, vazio e separado. Vazio, vazio... Como se fossem só o espaço que as separava.
Outra coisa que eu percebi com o sofrimento demais é que ele afasta as pessoas. Todas as pessoas. Até as melhores, que ficam com você até o final de todas as coisas. Porque sofrimento espalha. Só sabe gerar a ele mesmo. Ninguém gosta de ficar por perto.
Sofrimento demais é hífen.
Sofrimento demais é sempre demais.
E sempre necessário.
Entende?

3 comentários:

ygor disse...

alô?!?!

passei aqui pra dizer que prefiro seu fotolog.

mas...
é a modernidade né?

te amo.

é isso.

Alice Agnelli disse...

principalmente em dias cinzas ou em dias de roupas de ginásticas olímpicas apertadas eu digo:
entendo.


e assim concordo com você.

Alice Agnelli disse...

*roupas de ginástica olímpica

(que mania de botar s em tudo)